WEB 2019
Comércio sente o impacto da pandemia do Coronavírus - CDL

CDL Santa Cruz do Sul

Comércio sente o impacto da pandemia do Coronavírus


Levantamento pós-Páscoa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Santa Cruz do Sul revela como foi o comportamento do comércio local

 

O fechamento do comércio durante o período da Páscoa por causa da pandemia do Coronavírus impactou profundamente o setor. É o que revela um levantamento realizado pela CDL Santa Cruz esta semana junto aos associados. Um total de 251 lojistas dos segmentos de agropecuária, brinquedos, calçados, chocolates e doces, concessionárias e  revendas de carros, cooperativas, imobiliárias, lojas de informática e outros segmentos responderam à pesquisa. Em todos os setores a grande maioria estima uma queda superior a 50%.

Os dados coletados revelam que a Páscoa tem impacto nas vendas em 54% das empresas pesquisadas. Outro dado revela que quase 70% dos estabelecimentos comerciais ouvidos sofreram total influência da pandemia Covi-19 no desempenho das suas vendas no período do fechamento do comércio em função do isolamento social.

Ainda no período do isolamento social 53,2% das empresas não realizaram demissões, enquanto que 36,8% demitiram no mínimo um colaborador e outros 10% demitiram dois ou mais colaboradores.

Páscoa

Segundo o vice-presidente da CDL Santa Cruz, Ricardo Fernando Bartz, o comércio foi muito impactado numa de suas principais datas pela pandemia. “Acredito que a Páscoa seja o início deste ano difícil que teremos pela frente. Já que o setor ficou muito tempo com as portas fechadas, sem poder vender e sem movimentação financeira. E o impacto seguirá ao longo deste ano”, salienta.

Bartz sugere que é preciso muita criatividade para que as empresas retomem seu fluxo de vendas. “Alguns setores, como mostra a pesquisa, talvez vão sentir menos a crise, então é preciso de ações criativas para que se possa atrair o consumidor para as lojas e atender as suas necessidades”, observou.

 

Vendas de Páscoa

Em 54% de 251 empresas, período da Páscoa impacta diretamente nas suas vendas

Segmentos pesquisados: Agropecuária, Brinquedos, Calçados, Chocolates / Doces Concessionária / Revenda de carros, Cooperativa, Imobiliárias, Informática

 

Setor de Brinquedos:

100% dos estabelecimentos tiveram retração de mais de 50% em relação ao ano passado

Não contratou

Demissões: 50% não demitiu e 50% demitiu até dois funcionários

 

Setor de Calçados:

83,3% teve retração de mais de 50% e 16,7% retração entre 30 e 40%

80% não contratou e 20% contratou um funcionário

Demissões: 60% não demitiu e 40% demitiu um funcionário

 

Setor dos Chocolates:

100% teve retração de mais de 50% em relação ao ano passado

Contratou: 75% não contratou e 25% contratou três funcionários

Demissões: 50% não demitiu e 50% demitiu de dois a cinco funcionários

 

Setor das concessionárias:

100% retração de mais de 50%

Não demitiu e não contratou

 

Setor de Ótica e Joalheria

66,7% mais de 50% de retração e 33,3% teve entre 30 e 40% de retração

Não houve admissões

66,7% não demitiram e 33,3 % demitiram três funcionários

 

Setor de Materiais de Construção:

Retração entre 20% e 30%

Não contratou, nem demitiu

 

Setor de Móveis Planejados:

Retração entre 40% e 50%

Não contratou, nem demitiu

 

Setor de Oficinas mecânicas:

Retração de mais de 50%

Não contratou, nem demitiu

 

Setor de Papelaria:

Retração de mais de 50%

Não contratou

Demitiu entre dois ou cinco ou mais funcionários

 

Setor de Perfumaria:

Retração de mais de 50%

Não contratou, demitiu até um colaborador

 

Setor de Saúde:

81,5% teve retração de mais de 50%, 7,4% não teve crescimento, nem retração e 11,1% retração entre 10% e 50%

92,6% não admitiu e 7,4% admitiu entre 1 e 2 colaboradores

57,7% não demitiu, 26,9% demitiu um colaborador e 15,4% demitiu entre dois e cinco ou mais funcionários

 

Setor de Serviços:

60% das empresas tiveram retração mais de 50%; e 10% entre 40% e 50%; 20% entre 30 e 40% e 10% entre 10% e 20%

Não admitiu

70% não demitiu, 20% demitiu um funcionários e 10% demitiu três funcionários

 

Setor de Vestuário

68,8% teve retração de mais de 50%; 25% entre 40% e 30%; e 6,2% retração entre 0 e 10%

93,8% não admitiu e 6,2% admitiu um

62,5% não demitiu; 31,3 demitiu um funcionário e 6,2% demitiu dois funcionários

 

Outros setores

48,6% teve retração de mais de 50% nas vendas; 51,4 retração entre 0 e 50%

86,5 % não admitiu e 10,8% admitiu até um colaborador e 2,7% admitiu dois funcionários

Demissões: 61,1% não demitiu e 38,9% demitiu entre um e três funcionários

 

Influência do Covid19 nos seus negócios na Páscoa:

69,7% toda influência em seus negócios, e 25,5% teve muita influência e 4,8% pouco ou nenhuma

 

Como você considera que está o seu faturamento por consequência da Pandemia do Covid-19?

60,6% dos comerciantes têm retração de mais de 50%

22,5% entre 40 e 50% de retração

16,9% entre zero e 40% de retração

 

Realizou demissões em função da pandemia do Covid-19?

53,2% não demitiram

36,8% demitiram um colaborador

10% demitiram entre dois ou cinco funcionários

Publicado em: 24 de abril de 2020

informações ao lojista

Código de Defesa do Consumidor

ATENÇÃO: Entrou em vigor em 21/07/10 a Lei 12.291, que determina que todos os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços do país devem ter um exemplar do Código de Defesa do Consumidor (CDC) disponível para consulta de clientes. O CDC dev...

Câmara de Dirigentes Lojistas de Santa Cruz do Sul - 2011/2020

Rua Assis Brasil, 951 - Centro

Santa Cruz do Sul/RS

CEP: 96810-160

Fone: 3711-2333

Desenvolve Web